Anterior
Próximo

Óleo de coco: Fato ou fake? – Elaine Maciel

Olá, pessoinhas lindas!Emoji

EmojiHoje vou falar sobre o óleo de coco.

EmojiVocês se lembram que há algum tempo atrás o óleo de coco foi considerado o queridinho da industria em geral e da mídia? A propaganda era fortíssima, com promessas de emagrecimento imediato, além dos inúmeros benefícios para a saúde. O tempo foi passando e os estudos foram aprofundados, chegando a conclusão que os benefícios relacionados ao óleo de coco não seriam tantos e tão reais como se propagava por aí.

EmojiDentre os óleos, o óleo de coco é o que contém mais gordura saturada, o que significa maior risco de aumento do colesterol LDL, popularmente conhecido como colesterol ruim. Esse colesterol  se deposita nas artérias e ocasiona infarto do miocárdio e  AVC.

EmojiAlguns estudos até encontraram benefícios… Dentre eles, que o seu  consumo também eleva o colesterol HDL, conhecido como colesterol bom. Porém, pensando que um dos malefícios é aumento do colesterol ruim, podendo, causar infarto ou AVC, nem vale a pena em pensar em consumi-lo para o aumento do colesterol bom, concordam?

EmojiComparado com o óleo de soja houve relato de redução da circunferência da cintura e comparado com a manteiga os níveis de colesterol total e colesterol LDL foram menores com o óleo de coco, mas foram poucos estudos, nada que seja considerado significativo.

EmojiNão podemos nos esquecer de colocar na balança quais os prós e contras de tudo que iremos consumir. Nenhum alimento faz milagre sozinho. Tudo, na vida, deve ter um equilíbrio.

EmojiLembrando sempre da importância de termos hábitos de vida saudáveis, com alimentação balanceada, prática de atividade física, uma boa noite de sono e consumo ideal de água.
EmojiHábitos de vida saudáveis? Vem com a nutri.
EmojiUm excelente final de semana a todos vocês. Deus os abençoe! Até o próximo post.