Anterior
Próximo

Mudanças – Wagner Pina

“Um belo dia resolvi mudar e fazer tudo o que eu queria fazer”, assim diz a letra de uma música e, muito provavelmente você leu esse trecho cantando.

Eu resolvi mudar sim! Mas não foi de repente e não foi para fazer o que queria fazer, como disse Rita Lee. Eu resolvi mudar para fazer o que Deus quer que eu faça! E, sinceramente, foi a melhor coisa que eu poderia ter feito.

Quem me conheceu a alguns anos atrás poderia até dizer que eu não precisava de mudanças. Afinal eu era um cara do bem, simpático, extrovertido, trabalhador, amigo, um bom profissional, etc. Mas a mudança realmente necessária tinha que acontecer de dentro para fora. Primeiro eu tinha que mudar meu modo de pensar para, aí sim, as mudanças externas acontecerem naturalmente. E não pensem que eu acredito que mudei e pronto. Não, eu estou em constante mudança, e isso mostra que eu ainda tenho muita coisa a melhorar. Vou te mostrar algumas mudanças em minha vida, quem me conheceu antes pode se surpreender com o que saberá com as próximas afirmações.

O Wagner que antes não falava uma frase sem que ela tivesse pelo menos um palavrão hoje ministra a Palavra de Deus.

O Wagner que antes se embriagava com bebidas alcoólicas hoje tem como a bebida mais forte o suco de uva da ceia, que simboliza o sangue de Jesus.

O Wagner que antes ouvia músicas com mensagens sensuais, sexuais e violentas hoje ouve e canta (ainda mal) louvores a Deus.

O Wagner que antes era inseguro hoje sabe que tudo pode naquele que o fortalece.

O Wagner que antes deixava a vida lhe levar sem destino hoje sabe o que Deus quer para a sua vida e não se abala com os obstáculos.

Eita! É cada mudança, hein!

Na epístola aos Romanos, no capítulo 12, versículo 2 diz o seguinte: E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

Esse texto fala sobre metanoia, que significa: mudança essencial de pensamento ou de caráter. É a partir dela que nós podemos alcançar o melhor de Deus para nossas vidas.

Talvez você leia e diga que não precise de mudança, assim como eu pensava. Muito provavelmente você diga que as mudanças que eu sofri você não quer sofrer, afinal a sua vida está tranquila, você só bebe socialmente, não quer ser um crente chato, não quer deixar de ouvir seu pagode ou sertanejo. Eu entendo tudo isso. O meu papel hoje é de apenas contar o que aconteceu comigo e pedir a Deus que ele faça muito mais contigo.

Wagner Pina é o autor desse artigo.