Anterior
Próximo

Aceitando os planos de Deus para nossas vidas – Ana Claudia

Há um tempo atrás eu achava que precisava tentar prever o futuro e controlar os acontecimentos o máximo possível.
Eu era uma pessoa bastante ansiosa, ficava extremamente frustrada quando as coisas não aconteciam quando e como eu queria.
Quando a gente é assim, a gente perde a paz e a liberdade. A gente se torna refém dos acontecimentos. Isso é porque nos sentimos donos de nossa vida, como se pudéssemos mudar o curso das coisas. Mas não é possível fazer isso.
Quanto mais cedo nós entendemos que somos dependentes de Deus, que o mundo tem uma bússola, não é um barco à deriva, melhor pra nós.
Podemos fazer nossas escolhas e teremos que enfrentar as consequências delas mas, tudo isso está muito bem amarrado e entretecido. Tudo faz parte de um propósito muito maior, que não depende da nossa própria vontade. Estamos sujeitos aos planos e projetos de Deus para nossas vidas.
E como devemos aceitar a vontade de Deus? Não é deixando tudo acontecer e ficar reclamando do que não gostou. É sendo sincero com Ele sobre as coisas que não estamos entendendo, que estão nos causando dor e sofrimento e,  pedindo a ajuda dele para passarmos por tudo.
Ele não é um Deus que não ouve nossas petições e que não tenha prazer em nos atender.
É um Deus de perto e não de longe. É um Deus relacional, cuidadoso  e amoroso, que conhece cada detalhe sobre nossas vidas e permanece com as mãos estendidas para nos levantar.
Quando acordamos, a cada manhã, devemos nos lembrar disso e fazer das nossas orações secretas um meio de nos aproximarmos desse Deus, que é ao mesmo tempo Santo e todo poderoso, e também compassivo e paternal.
Ele quer estar conosco. Não deixemos de buscá-lo, pois ele nos ouve, não apenas em nossas petições, mas principalmente em nossas ofertas de louvor e gratidão por tudo que ele é e que tem feito por nós e por meio de nós.