Anterior
Próximo

A vida ensina – Ana Cláudia

Se você parar pra pensar no decorrer de sua vida, vai conseguir enxergar o quanto você já se desenvolveu, o quanto aprendeu, mesmo que você não seja tão vivido assim.

Definitivamente, não é possível permanecer estático no que diz respeito às nossas experiências de vida. O tempo todo estamos aprendendo e nos elevando de um estágio a outro de consciência de nós mesmos e dos outros.
Você entende cedo que nem sempre podemos ter tudo o que queremos; que para alcançarmos nossos objetivos é preciso ter garra, trabalhar e perseverar até o final. É preciso desenvolver estratégias de convivência com os mais diversos tipos de pessoas. É preciso ser um tanto quanto tolerante para com as diferenças entre nós e os outros. É preciso ter coragem de deixar o tempo curar algumas das feridas que em nós foram causadas por outros ou por nossas próprias atitudes impróprias. É preciso, é preciso, é preciso…
As nossas próprias necessidades são também razões para percebermos que precisamos muito de mudanças. Algumas vezes serão mudanças de comportamentos, outras de ambiente, outras vezes até mudanças geográficas, mas vamos aprendendo a viver com cada detalhe, cada coisa que nos acontece, cada fase de nossas vidas.
O importante é compreender que, quer você queira ou não, a vida vai te ensinar um pouco mais a cada passo do caminho e que o aprendizado é tão inevitável quanto a certeza de que o ensino também o é: “Penso, logo, existo!”, Existo, logo, aprendo!
A melhor professora do mundo vi me conduzindo como quem confecciona uma manta de tricô, fio a fio, ponto a ponto, até o último dia da minha existência.