Anterior
Próximo

A tecnologia separa e une as pessoas – Ana Claudia

A tecnologia é um grande bem para a humanidade. Não há mais fronteiras entre as pessoas. Podemos nos comunicar livremente, com áudio, imagem, vídeo, etc. Quase que podemos tocar e sentir o cheiro a linha distância.

Tudo isso nos possibilita estar realmente mais próximos.

Porém, por causa de toda essa facilidade, não vamos mais valor dos encontros presenciais. Não fazemos questão de abraçar, ouvir, falar de pertinho. Estamos nos tornando não apenas pessoas empuleiradas em suas próprias casas, mas estamos também nos tornando pessoas que não querem mais ter contato pessoal é relacionamentos novos.
Não queremos ter o traba lho de conviver com os outros com todos os desafios que isso nos traz: lidar com as diferenças e até com as fraquezas alheias; estarmos sujeitos a ter que suportar as demandas dos outros, os erros dos outros e termos que perdoar tais erros.
Estamos nos esquecendo que tbm somos o outro dos outros e que, tanto quanto precisamos fazer pelos outros e dar aos outros, tbm precisamos receber deles.
Parece que nos tornamos independentes de tudo é de todos.
Bem precisamos mais sair de casa para fazer nossas compras: pedimos pela internet e as coisas chegam. É necessário pouco contato humano.
Que lindo frio! Nunca pensei que a modernidade nos traria isso! Não me acostumo a isso! Não gosto disso! Mas pouco posso fazer sobre isso se o meu desejo não virar uma onda, uma corrente que contagie muito mais pessoas a pensar como penso: que nós precisamos voltar aos abraços, contatos, afetos e afeições.
Não sei se do ponto que chegamos é possível voltar atrás. Tudo tem colaborado para o fim de uma sociedade tradicional.
A minha fé me leva a crer que essas mudanças de comportamento social terão um ápice e que, posteriormente, Cristo virá resgatar seu povo dessa incrível desordem causada pelo pecado em meio ao mundo tal qual conhecemos. E é isso que mantém viva e acesa em mim e em muitos outros a esperança de um mundo melhor e de um futuro glorioso.
Todos os que têm o Espírito de Deus compreendem exatamente do que estou falando e com isso se regozijam.